Blog do Betusko

LITERATURA, CONTOS, POEMAS E AFINS

Archive for agosto, 2015

O Fado que não se deu

Eu chovo, tu choves, ela chora pobre de mim, criatura insensata lavei os medos e os sentidos todos naquele aguaceiro sem fim deu dó ter esquecido os compassos daquele velho fado lisboeta pois que os dedos já não alcançavam a velocidade necessária ao bandolim enquanto o coração entristecido fazia de conta que ainda era Abril [...]

Read the rest of this entry »
buy email lists