Blog do Betusko

LITERATURA, CONTOS, POEMAS E AFINS

Archive for the 'CONTOS' Category

APPROACH

       Sexta-feira na boca da noite. Eu sentado no barzinho de sempre, fazendo o rescaldo dos incêndios e terremotos da semana que passou quando  uma BMW que vinha descendo a ladeira,  reduziu a velocidade. De sua janela foi brotando um cabeção loiro que berrou:      _ Oi Roberto, preciso falar contigo! Em seguida acelerou e sumiu na curva. [...]

Read the rest of this entry »

Narradores na contramão

  Era uma manhã ensolarada de domingo. Alzira estava sentada no Jet Ski tentando religar o motor de partida quando sentiu a pancada violenta na nuca. Acordou três dias depois em um quarto de hospital, tentando decifrar quem era e porque estava ali. Não reconhecia nenhum dos rostos que sorriam para ela. Também não ouvia [...]

Read the rest of this entry »

Baquelite queimado – Micro conto

                                              CHEIRO DE BAQUELITE QUEIMADO Assim que o galo cantava pela primeira vez, seu Jaime se levantava. Botava água na chaleira para passar o café. Acendia o rádio de válvulas e sintonizava no programa de moda de viola. Só então, limpava as gaiolas e tratava de seus canários. Reinava esta rotina há mais de vinte [...]

Read the rest of this entry »

348 porcos

Trezentos e quarenta e oito porcos acabaram de entrar na minha cabeça. É  porco como o quê, seu moço!  Entraram aos pares alguns, outros sorrateiros e solitários, dançando tango, sim, ao som de Piazolla. Alguns  se imiscuíram em bandos, deturpando as regras rígidas de Noé. Outros  adentraram em casais, com a imagem  em câmara lenta, [...]

Read the rest of this entry »

O portão do juiz

Josevaldo chegou cedo ao sobrado do doutor  juiz. O homem falou que queria o serviço terminado até as cinco da tarde. A casa da Rua Harmonia, no bairro da Vila Madalena pertencia à mãe do doutor. Separado da esposa por incompatibilidade de gênios, seu magistrado voltou a morar na casa dos tempos de sua solteirice. [...]

Read the rest of this entry »

Inesperda filha

Apareceu do nada. Era uma quinta-feira chuvosa. Abri a porta e ela despejou na minha cara: _Meu nome é Rita, sou sua filha, amanhã faço aniversário, 21 anos… Fiquei confuso, não pude acreditar. Sim, tive um relacionamento com sua mãe nos anos 80… O que significava minha vida? Separado por duas vezes, um filho que [...]

Read the rest of this entry »

Prá frente, Brasil!

      O céu  estava  forrado por  centenas de balões naquela tarde de domingo. A folhinha do Sagrado Coração de Jesus, pendurada na parede da cozinha marcava 21/06/1970. Estávamos todos gritando vivas e pulando feito  touro em rodeio, com as veias jugulares  quase explodindo no pescoço de tanta  euforia. Em cada esquina, o som que se [...]

Read the rest of this entry »

O voo solitário

O  portãozinho de ripa escangalhada foi fechado enquanto o vira-lata – quase um dálmata misturado com um quase pincher, passa por debaixo e acompanha seu dono até ponto do ônibus. Era sábado, seis horas da manhã e, como todo sábado, seu Jeremias saia de seu barraco no bairro do Jardim Ângela para passar o dia no Aeroporto [...]

Read the rest of this entry »
buy email lists