Blog do Betusko

LITERATURA, CONTOS, POEMAS E AFINS

Quase um poema

Written By: Roberto - set• 18•11

chove na madrugada quente

coração e mente estão atentos

sob a luz tênue do abajur

os versos vão sendo destilados

em temas insuflados  de nós esotéricos

como em um rosário de contas de vidro

cujas esferas perfeitas

rutilantes e benfazejas

rejeitam as asperezas da vida

e acolhem apenas o justo e o perfeito

aos protótipos de um texto cru

 

da ponta suave da esferográfica

nascem pedaços de aliterações

e gráficos e nacos de alegorias órfãs

ecos descalibrados de emoções

a sobrevoar o campo fértil

quadrante de um lirismo enviesado

alinhavado a um desejo de mover

resquícios de uma inspiração primaveril

 

porém, tudo  agora urge,

 a chuva se avoluma

e o poema suplica seu fim.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

buy email lists